Publicidade
Publicidade

Space Jam: O Jogo do Século
Space Jam: O Jogo do Século

Título Original: Space Jam
Ano de Lançamento: 1996
Website:
Gênero: Comédia
Duração: 88
Diretor: Joe Pytka

Sinopse
Após alcançar o auge da sua carreira de jogador de basquetebol, Michael Jordan decide encerrar sua carreira no esporte que o consagrou e migrar para a carreira de jogador de beisebol. Enquanto isso, num lugar no espaço, em um planeta chamado Montanha Bobolândia, que na verdade é um parque de diversões espacial, o ganancioso chefe do planeta, Swackhammer, discute com seus minúsculos empregados, os Nerdlucks (nome não mencionado durante a dublagem brasileira), que necessita de idéias para criar novas atrações para seu parque de diversões. E num painel de vídeo vê vários desenhos animados dos Looney Tunes, que é o grupo de Pernalonga e seus amigos, e deduz que seria uma boa idéia tê-los como a atração do parque de diversões e ordena que seus servos vão até a Terra e capturem os divertidos personagens. Lá, após grande discussão, fica estabelecido que teria de haver uma disputa entre os Looney Tunes e os Nerdlucks para decidir o destino dos personagens terrestres. Então em uma reunião, Pernalonga, Patolino, Gaguinho, Hortelino e Frajola, a julgar pela pequena altura dos invasores, deduzem que a disputa seria facilmente resolvida em um partida de basquetebol. Em desvantagem, os Nerdlucks vão assistir a partidas de basquetebol e, com poderes estranhos, roubam e absorvem as habilidades de cinco grandes jogadores da NBA (Charles Barkley, Patrick Ewing, Muggsy Bogues, Larry Johnson e Shawn Bradley), e após absorverem tais habilidades, se tornam monstros gigantes e a partir de então são chamados de Monstars, e passam a desvantagem para os Looney Tunes.
Depois disto, os Tunes capturam Michael Jordan e lhe explicam toda a situação. Michael decide ajudá-los na partida. Além disso, os Tunes recebem a ajuda de uma bela e habilidosa coelhinha chamada Lola Bunny, que também decide participar da partida. Assim, sob o comando de Michael Jordan, forma-se o time intitulado TuneSquad, que decidirá em um jogo de basquete o destino dos Looney Tunes.
Após algum tempo, o jogo entre o TuneSquad e os Monstars começa e, embora conte com a ajuda do talentoso Michael Jordan, os Looney Tunes são massacrados pela agressividade dos monstruosos adversários, e o time dos heróis termina o 1° tempo da partida com uma grande desvantagem no placar.
No intervalo, Jordan tenta animar sua equipe e Pernalonga convence todos a tomarem a fórmula secreta de Michael Jordan (que era na verdade uma garrafa plástica com água comum) e assim os heróis, agora motivados, usam todo o seu talento para superar os inimigos e têm sucesso, diminuindo bastante a desvantagem no placar da partida. Furioso com o desempenho do adversário, o malvado Swackhammer aceita uma aposta feita por Michael Jordan, que consistia na devolução dos poderes dos jogadores da NBA caso o TuneSquad vencesse, e tornar Michael Jordan escravo e principal atração da Montanha Bobolândia, caso os vilões vencessem. Após isso, os Looney Tunes são mais uma vez espancados pelo estilo de jogo brutal dos Monstars até que apenas Jordan, Pernalonga, Lola e Patolino são deixados em pé fazendo um número curto de jogadores. Bill Murray, é capaz de entrar no mundo dos Looney Tunes "e integrar a sua equipe", evitando a perda.
Pelo clímax do jogo, o TuneSquad estão perdendo por uma diferença de um ponto, e cabe à Jordan para marcar o último ponto a sua equipe. Nos últimos segundos do jogo, estendendo seu braço como se fosse um desenho animado, Jordan consegue fazer a cesta e ganha o jogo. Depois, os personagem retornam Jordan de volta à Terra, onde ele traz o talento roubado de volta aos seus respectivos proprietários. Mais tarde ele é solicitado por seus rivais para voltar à NBA, espelhando o seu regresso da vida real.

Siga-nos
Facebook - Guia de Programação Twitter - Guia de Programação

Publicidade

Guia de Programação - 2019